ASBRAD

Associação Brasileira de Defesa da Mulher, da Infância e da Juventude

PRF assina Acordo de Cooperação Técnica para enfrentamento ao tráfico de pessoas

Acordo abrange a inclusão do tema Tráfico de Pessoas no Projeto Mapear da PRF

Nesta terça-feira (09), no Ministério Público do Trabalho, em Brasília, foi assinado o Acordo de Cooperação Técnica de integração entre Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Associação Brasileira de Defesa da Mulher, da Infância e da Juventude (ASBRAD). O acordo de integração visa cumprir os objetivos estabelecidos no III Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

O acordo de cooperação compreende a realização de pesquisas sobre o tema com o auxílio de inteligência policial para a produção de conhecimento e o desenvolvimento de metodologias mais eficientes no combate aos crimes que envolvem o tráfico de pessoas, fortalecendo o compromisso institucional na promoção de ações integradas com fulcro no fomento, planejamento e indução de políticas públicas

Também abrange a inclusão do tema Tráfico de Pessoas no Projeto Mapear da PRF, que faz o mapeamento dos pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias federais brasileiras. O objetivo do projeto é a identificação desses “pontos vulneráveis” por níveis de criticidade e representa uma oportunidade de geração de dados, a partir das rodovias, para mapear cenários propícios à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Para o Diretor-Geral da PRF, Adriano Furtado, a sinergia entre os órgãos, e entre estes e a sociedade, é o que viabiliza a maior eficiência no combate, não só aos crimes contra a pessoa, mas qualquer crime. Destacou também os muitos acordos feitos entre PRF e MPT em todo Brasil com excelentes resultados. Além de Adriano Furtado, assinaram o acordo o Procurador-Geral do Trabalho, Alberto Bastos Balazeiro e Dalila Figueiredo, Presidente da ASBRAD.

Fonte: Agencia PRF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *